——

MausHábitos

Maus Hábitos,

porque a intervenção cultural, para ser socialmente expressiva e fecunda, para que não se esgote na dimensão do meramente decorativo, não pode ser “bem comportada”. Deve ser inovadora, subversiva, transgressora.

 

Maus Hábitos,

porque é um espaço que não se quer definido.

Não tem um palco italiano, mas oferece condições para acolher concertos e peças de teatro.

Não é galeria, mas dispõe de espaços apropriados para receber exposições, e mantêm uma programação artística activa.

Não é atelier, mas desenvolve programas de residências e convivências artísticas, tanto práticas como teóricas.

Não é discoteca, mas gosta de festas e copos ao fim da tarde.

Não é cozinha tradicional, mas gosta de comer bem, experimentar novos sabores e incentivar certos vícios de mesa.

 

É sim uma plataforma alternativa e profissionalizada de experimentação.

É sim um espaço de informalidades, colaborações artísticas e de convergências culturais.

É sim um produtor cultural, com uma consciência artística de intervenção, produzindo e apresentando programas artísticos que atuam sobre a condição contemporânea da cultura.

É sim um espaço aberto, urbano, bastardo e emblemático da cidade.

 

Maus Hábitos, 

because cultural intervention, to be socially expressive and fruitful, so as not to be exhausted in the merely decorative dimension, cannot be “well behaved”. It must be innovative, subversive, transgressive.

 

Maus Hábitos,

because it is a space that is not defined.

It does not have an Italian stage, but offers conditions to host concerts and plays.

It is not a gallery, but has appropriate spaces to host exhibitions, and maintains an active artistic program.

It is not a studio, but develops residency programs and artistic coexistence, both practical and theoretical.

It's not a disco, but it likes parties and glasses in the evening.

It is not traditional cuisine, but it likes to eat well, try new flavors and encourage certain table addictions. It is rather an alternative and professionalized platform for experimentation.

It is a space of informalities, artistic collaborations and cultural convergences.

It is rather a cultural producer, with an artistic awareness of intervention, producing and presenting artistic programs that act on the contemporary condition of culture. It is rather an open space, urban, bastard and emblematic of the city.